segunda-feira, setembro 04, 2006


O MENINO E O PÁSSARO


Ó mãe!
Vez aquele passarinho,
sendo algo pequenino,
Teima em voar para longe,
Para a imensidão do céu!
O que pensará ele?
Até onde voará?
Se calhar tem objectivos,
De tornar-se vitorioso,
E chegar muito mais alto,
Onde ninguém alcançou!

Ó mãe!
Gostava tanto de ser,
Como ele, podes crer.
Voar até ao infinito,
Sem chegar perto do sol,
pois as minhas asas posso queimar,
E deixarei de voar.
Sabes mãe...
Um dia, quando o fizer,
Eu vou levar-te comigo.
Porque tu para mim és tudo.

Deste-me o gene... a vida...
O rumo para ser vivida,
O desejo de ir mais além.
Contigo, , eu serei tudo...
Valente, audaz, amigo,
Cheio de amor repartido,
Entre ti e o meu "ser",
Obrigada, mãe amiga,
Por me esnsinares que na vida,
temos sempre que lutar!

Lutar... mas sem guerras,
Lutar... sem cinismos,
Lutar... sem imposições,
Lutar... por um ideal.
Obrigada, minha mãe,
Mãe!


1 comentário:

albertokorda disse...

Ana, por alguma razão não aceitas os comentários....