segunda-feira, setembro 07, 2009

Estive na Praceta em São Domingos (Santarém), para ver o Festival Internacional de Folclore . Adorei ver as danças, os cantares e os trajes típicos das suas regiões ali representadas. Mas ... há sempre um mas... a minha máquina ficou sem pilhas e só deu para registar o que aqui está :(( o que é pouco, mas não deu para mais, paciência, fica para a próxima.
... este pequenito estava a deitar contas à vida sob o olhar atento do colega do lado
... as meninas estavam um pouco arrepiadas com frio


... mas foi o grupo do México com seus Mariachis que deram um colorido fantástico e distribuiram simpatia e alegria no palco , e fora dele.

5 comentários:

Andradarte disse...

Que bom lembrar o que de bom
se faz por cá.
E estes intercâmbios, são algo
de belo.
Parabéns.

Rosan disse...

Os festivais de folclore são sempre um grande festa, com toda a cultura de tantos paises juntos.
É uma verdadeira escola para todos nós.
Beijo.

Méon, disse...

Gosto de ver que a Ana Paula está sempre atenta...
Beijinhos conterrâneos

Leticia Gabian disse...

Minha querida Ana Paula,
Gosto imenso de tudo que diz respeito à cultura popular. O folclore de cada lugar fala muito do povo e da sua história. Lá na minha terra, os festivais de folclore também são bem ricos...Ai, que saudade!
Adorei saber que temos histórias semelhantes! E há quem não acredite que seja possível de acontecer, não é? Mas, ambas somos a prova de que é possível e que traz muita felicidade.
Um beijo enorme pra ti, amiga

Ana Patudos disse...

andradarte
Obrigado pelo comentário. O folclore faz parte da raíz dum p+ovo, daí o ser muito divulgar e não deixar acabar.
Abraço
Ana Paula

Rosan
Eu gosto muito de folclore e já pertenci a um Grupo Ribatejano dos meus 8 anos de idade , até aos 15 anos e foi muito bom .
beijos
Ana Paula

Meon
O folclore está no meu sangue e quando acontecem este tipo de eventos , tento lá estar. Este festival está a comemorar as bodas de ouro e ahomenagear o seu mentor, Celestino Graça
abraço conterrâneo
Ana Paula

leticia Gabian
O folclore está dentro do seu povo , embora seja exteriorizado só por alguns.
Quanto às nossas semelhanças de vida, elas aí estão embora muita gente não acreditasse que dava certo. Minha cunhada é de São Paulo e com ela aconteceu o mesmo. O que interessa é as pessoas serem felizes , venham elas de onde vierem.
Beijos
Ana Paula