quarta-feira, outubro 11, 2006



NASCI DA PEDRA - NÃO DA TERRA

(raminho de violeta)

5 comentários:

pitanga disse...

ANA, A PEDIDOS ESTÁ LÁ O FINAL DA HISTÓRIA.
Bom dia

Estranha pessoa esta disse...

Força da pedra cheiro de terra.
Ou será o contrário?

bjs

Ma Jivan Prabhuta disse...

Muito lindo tudo isso aqui...essas violetas não têm medo de viver! Nasceram com a coragem e a certeza da vitória!
Bjs.
Ma Jivan Prabhuta
(deixei um post no texto do dia 09)

Teresa David disse...

As plantas são seres tão fortes que rompem até a pedra. Na minha porta nasceram através do capacho da porta!!! e deixo-as lá estar que acho graça, e não as piso evidentemente.
Espero que não esteja aborrecida com o meu comentário anterior, mas parece-me que é da variedade de pensares que nasce a compreensão de tudo o que nos cerca.
Já tenho algo novo no meu blog.
Um abraço e bom fim de semana.
TD

Ana Patudos disse...

Pitanga- obrigado por dar continuidade ao texto bonito que escreveu no seu cantinho e por vir visitar-me quase sempre. Gosto de a receber em minha "casa".


estranha pessoa esta -talvez sejam as duas coisas, terra/pedra.Obrigado pela sua visita, seja bem vinda a este cantinho, sempre.

ma jivan prabhuta - obrigado por mais uma vez vir visitar-me ao meu pequeno mundo.Quero que saiba que estarei sempre com a porta aberta para os amigos.


teresa david - a força da natureza é assim mesmo, não tem obstáculos. Quanto ao comentário anterior que deixou, creia que não estou nada aborrecida. Foram de muitas ideias diferentes que criámos democraticamente o nosso país depois de 1974. Quero que tenha vontade de vir sempre que lhe apetecer, pois eu irei visitar o seu cantinho SEMPRE.