sexta-feira, março 16, 2007

Até no caule nascem flores...














Olhos postos na terra tu virás


no ritmo da própria primavera,


e como as flores e os animais


abrirás as mãos de quem te espera.



Eugénio de Andrade





Flores


Era preciso agradecer ás flores

Terem guardado em si,

Límpida e pura,

Aquela promessa antiga

Duma manhã futura.




Sophia de Mello Breyner





Glória

Depois do Inverno, morte figurada,

A primavera, uma assunção de flores.

A vida

Renascida

E celebrada

Num festival de pétalas e cores.



Miguel Torga















7 comentários:

Maria disse...

Lindas, as flores.
Beijos

bom dia isabel disse...

Excelente! Um mundo de cores e poesia. Bom fim de semana. Beijinhos

pitanga disse...

Onde há flores nem é preciso dizer nada.
beijos e boa sorte nos estudos

Teresa David disse...

Belas flores e palavras neste dia que já cheira a praia, onde estive a apanhar o primeiro sol do ano.
Já tenho história nova.
Bjs e bom fim de semana
TD

david santos disse...

Olá!
Belo, Ana, muito belo!
Parabéns

Paula Raposo disse...

Belas as palavras, belas as fotos! Gostei muito.

Leticia Gabian disse...

Ai, que lindas!
Flor é uma poesia com pétalas, não é?

Beijinhos